OBRAS PAROQUIAIS

Sem categoria

PEDITÓRIO PARA AS OBRAS DE CONSTRUÇÃO DO

CENTRO PASTORAL, RESIDÊNCIA PAROQUIAL E SEDE DOS ESCUTEIROS

PEDITÓRIO ENTRE 5 E 13 DE MARÇO / 2011

No final de 2010, por grave necessidade da Paróquia, começamos as obras na antiga Residência Paroquial com o fim de dotar a nossa Paróquia com instalações que nos fazem muita falta: salas para a Catequese e outras actividades pastorais, residência para o Pároco e Sede do Agrupamento dos Escuteiros.

Dado o estado geral do interior da construção, foi necessária a remodelação de todo o interior, bem como da cobertura que apresentava diversas patologias. As paredes exteriores, em pedra resistente, como os nossos antepassados sabiam fazer, permanecem firmes para aguentar toda a construção.
Assim, foi-se desenhando o projecto e foi posto todo o cuidado nos cálculos e detalhes para a construção. Agradecemos muito aos que têm colaborado connosco de forma gratuita:

Arquitecto Filipe Moreira

Engenheiro António Vieira (Eng. Civil)

Engenheiro Fernando Ramos (Eng. Electrotécnico)

Engenheiro Alexandre Machado (Eng. AVAC)

O Rés-do-chão é destinado às várias actividades pastorais com a possibilidade de sete salas para a Catequese. A maior das salas, retiradas as divisórias (amovíveis com facilidade) pode levar até 120 pessoas sentadas. Neste mesmo piso haverá uma pequena copa para um “chá” sempre bem-vindo nas noites frias, assim como casas de banho (para senhoras, homens e portadores de deficiência). O acesso ao rés-do-chão será feito por um portão voltado para o adro e não terá degraus, mas sim uma suave rampa que conduz a um alpendre, antes da porta de entrada.

No primeiro andar ficará a residência do Pároco. Convém lembrar sempre que a residência não “é do Padre”. A Casa é paroquial e cumpre assim a obrigação da Paróquia em garantir uma habitação digna para o seu Pároco. Tal como no passado, muitos Párocos passarão pela casa paroquial; eles passarão, a residência será sempre a casa paroquial, património valioso e muito querido de São Pedro da Cova.

O acesso ao 1º andar faz-se pela porta de entrada que marca ao centro a fachada voltada para o adro; é, sem dúvida a entrada mais importante da casa, encimada pela varanda, pequena mas muito graciosa.

Subidas as escadas entramos directamente na sala comum; se voltarmos à esquerda será o escritório do Pároco. A seguir à sala teremos a cozinha e, mais para a traseira, serão os três quartos. A garagem será a mesma que existia com acesso pelo portão que também já existe. Desse mesmo pátio haverá uma escada para o pequeno jardim.

A fachada nascente é a única que tem alterações (é a parte da casa menos visível) com a edificação dum pátio que faz a ligação da sala comum e da cozinha para o exterior.

As águas furtadas, dado o elevado pé-direito, serão também aproveitadas com compartimentos vários para arrumações, para assim melhor se aproveitar os painéis solares, exigidos por lei, que serão colocados junto à varanda da cobertura.

A Sede do Agrupamento 892 dos Escuteiros será construída no mesmo local onde se situavam as antigas instalações. Contudo, será completamente reformulada, disposta como um claustro, formando um pátio interior para onde abrem todas as salas: dos lobitos, dos exploradores, dos pioneiros, dos caminheiros, uma secretaria e uma sala de material, além de instalações sanitárias próprias. O acesso será feito por um portão aberto para a parte lateral do adro (que dá acesso ao cemitério). Na construção estão empenhados todos os escuteiros e as suas famílias pois será a eles entregue a assentamento de tijolos, o reboco, a cobertura e pavimentos. Pelo que ouvimos nalgumas reuniões, estão ansiosos por começar!

Para todas estas obras é preciso muito dinheiro. Estão orçamentadas em cerca de 350.000,00 €. Sei que são muitos zeros e que os tempos são difíceis. Mas, sei, também, por experiência destes dois anos, que o povo de São Pedro da Cova sabe ver as necessidades e sabe partilhar o pouco. E, pouco a pouco, com o pouco de muitos, temos feito já muita coisa.

Este é o convite que a todos é feito, para, na medida do possível, ajudarem neste peditório porta-a-porta para ajudar a pagar as obras que entretanto vão sendo feitas. Até este momento temos tudo pago com o que se foi poupando das muitas actividades que se fizeram e que os Sãopedrenses souberam apoiar. Será que vamos conseguir terminar o que agora começamos? Gostávamos muito que a Catequese do próximo ano começasse em Setembro/Outubro nas novas instalações e que o Pároco pudesse inaugurar a residência no Natal… Será que vamos conseguir? Tudo depende de nós.

Dê com alegria e ajude a construir o que é de todos.

Trabalhos em 3D do Engº Civil David Hélder Moreira a quem agradecemos.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Allowed tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>